Blog

Bicho da vez: Atelopus hoogmoedi

Homenageado: Marinus S. Hoogmoed

Esse belíssimo sapo recebeu o seu nome em homenagem a um dos maiores estudiosos da herpetofauna amazônica de todos os tempos! O Dr. Marinus Hoogmoed foi durante muitos anos o curador de herpetologia do Museu de História Natural de Leiden, na Holanda. Ele dedicou boa parte de sua carreira ao estudo de anfíbios e répteis da Amazônia. Nesse tempo, descobriu e descreveu diversas espécies de anfíbios e répteis, a maioria do norte do Brasil e do Suriname.

Depois de sua “aposentadoria” se mudou para o Brasil, onde continua a estudar a taxonomia e biologia dos nossos sapinhos como pesquisador associado do Museu Paraense Emílio Goeldi.

A espécie em questão é conhecida do norte da América do Sul, amplamente distribuída pelo escudo das Guianas. Trata-se de um lindo animal e que presta uma merecidíssima homenagem.

 

Atelopus hoogmoedi, Estação Ecológica Grão Pará, Pará, Brasil (Foto: Pedro Peloso / Herpeto.org)

Curiosidade: Além do Atelopus hoogmoedi, outros nomes homenageam o biólogo Marinus Hoogmoed, entre eles, o gênero de lagartos Marinussaurus, nomeado por mim (e colegas) em 2012. A única espécie do gênero, Marinussaurus curupira é a única do gênero, e é conhecida por somente dois exemplares — um animal raríssimo!

Procurando sapos com Marinus Hoogmoed na Estação Ecológica Grão-Pará, Pará, Brasil (Foto: Adriano Gambarini)

 

 

Pedro Peloso é colunista do Herpeto.org, explorador da National Geographic e pesquisador da Universidade Federal do Pará. Ele estuda a diversidade de anfíbios e répteis na América do Sul. Siga seu trabalho no Instagram e no Facebook.

Pedro Peloso

Biólogo, fotógrafo e um grande admirador das belezas naturais.

Comentários

O que achou da postagem?