Blog

Este é o curto texto inaugural de uma coluna para a qual foi convidado para escrever aqui no herpeto.org . Primeiramente gostaria de me apresentar, sou Diogo B. Provete, aluno do 4o ano de doutorado em Ecologia & Evolução na UFG. Tive uma boa experiência com campo durante o mestrado, mas resolvi que deveria me dedicar mais a estudar teorias ecológicas e análise de dados durante o doutorado. Por isso me inscrevi para o doutorado na UFG, um centro emergente de excelência nestas duas questões.

Aqui nesta coluna (ainda sem ideia de regularidade), pretendo abordar questões gerais sobre análise de dados que possam ser úteis para herpetólogos tanto iniciantes e quanto mais experientes. Tentarei abordar tanto questões sobre sistemática e ecologia, talvez sendo um pouco enviesado para o último. Escrevi juntamente com o meu orientador um artigo no qual introduzimos o uso do software R para herpetólogos (Provete & Melo 2012). Aqui usarei principalmente este programa para ilustrar conceitos e análise de dados, bem como dicas de planejamento amostral e experimental. No entanto, no decorrer do tempo e após começar a ensinar estatística, percebi que há uma grande demanda de textos de qualidade destinado a biólogos e ecólogos em português, com raras exceções (e.g., Dias 2004). Felizmente esta tendência vem mudando recentemente, com a disponibilidade de alguns textos de referência, tais como manuais introdutórios para o R do prof. Marcos, a já bastante utilizada apostila do prof. Vitor Landeiro, a nossa apostila preparada para um curso de pós-graduação na UNESP em 2011, e a tradução de um livro destinado a ecólogos. O intuito desta coluna será principalmente desmistificar a análise de dados e simplificar o jargão usualmente aplicado quando se discute estatística em sala de aula. Acreditem, estatística não é um bicho de sete cabeças!

Desde já agradeço a oportunidade de contribuir com o herpeto.org, um espaço que tem aumentado a visibilidade deste grupo tão peculiar e interessante de animais. Gostaria também de deixar de início algumas dicas de literatura para aqueles que estejam pretendendo iniciar o trabalho de campo e/ou análises de dados.

Confira as dicas:

  • +Referências Bibliográficas


  • Dias, S. C. 2004. Planejando estudos de diversidade e riqueza: uma abordagem para estudantes de graduação. Acta Scientiarum. Biological Sciences 26:373-379.

    Provete, D. B., and A. S. Melo. 2012. O programa R e suas aplicações em Herpetologia. Herpetologia Brasileira 1:15-17.

Diogo B. Provete

Comentários

O que achou da postagem?