Rhinella ornata

Nome Científico: Rhinella ornata (Spix, 1824)
Nome popular:
Cururuzinho
Classe:  Amphibia | Ordem: Anura | Família: Bufonidae
Nomenclatura antiga: Bufo ornatu (Spix, 1824)

  • +Espécies similares / Grupo

    Não há conhecimento sobre espécies similares

  •  

Descrição da espécie:

É um sapo médio a grande, com adultos medindo entre 55 e 95 mm de CRC. Ao contrário de Rhinella icterica, esta espécie não apresenta dimorfismo sexual de coloração, apenas de tamanho, com as fêmeas sendo maiores que os machos. Suas glândulas parotóides são relativamente pequenas (menos que 20% do CRC). A denominação Rhinella ornata, aplicável para esta população anteriormente denominada como Bufo crucifer, foi revalidada por Baldissera Jr. et al. (2004). Os indivíduos possuem cinco padrões dorsais principais encontrados:

  1. listra longitudinal clara acompanhada de listra negra;
  2. listra longitudinal clara com ramificações partindo da listra negra;
  3. listra longitudinal clara com presença de pintas dorsais;
  4. listra longitudinal e pintas dorsais ausentes;
  5. listra longitudinal ausente e pintas dorsais presentes

Hábitos e Habitats:

Sua distribuição geográfica é ampla no domínio da Mata Atlântica, podendo ser encontrado do nível do mar até cerca de 1.000 m de altitude. É possível que ocorra no nordeste da Argentina, e no Brasil é registrada para áreas do sul do estado do Espírito Santo, região costeira e interiorana dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, até o norte do Paraná.

Reprodução:

Sua reprodução associada a ambientes aquáticos com pouca correnteza, nos quais deposita seus ovos em longos cordões gelatinosos  que  se  prendem  a  vegetação  submersa . Seus ambientes de reprodução e sua estação reprodutiva sobrepõem-se aos de Rhinella icterica. Esse conjunto de fatores contribui para a ocorrência de acasalamentos heteroespecíficos entre essas duas espécies, fato este já observado na área, especialmente entre fêmeas de Rhinella icterica e machos de Rhinella ornata, bem como na formação de híbridos inviáveis.

Vocalização:

Canto de anúncio

Compact Audio Player Error! You must enter the mp3 file URL via the "fileurl" parameter in this shortcode. Please check the documentation and correct the mistake.
 Disponível | Enviada por: Rodrigo Tinoco

 Disponível | Enviada por: Fábio Maffei

Canto agonístico

 Disponível | Enviada por: Rodrigo Tinoco

Seu canto é semelhante ao de Rhinella icterica, sendo mais agudo e com emissão de um maior número de notas por unidade de tempo.

Informações sobre os girinos:

Em breve

Mapa de Registro:

Em breve

Galeria de Imagens / Variação da espécie:

Em breve

  • +Referências Bibliográficas

    CONDEZ, T.H, SAWAYA, R.J. & DIXO, M. 2009. Herpetofauna of the Atlantic Forest remnants of Tapiraí and Piedade region, São Paulo state, southeastern Brazil. Biota Neotrop. 9(1): http://www.biotaneotropica.org.br/v9n1/en/abstract?inventory+bn01809012009 http://www.seb-ecologia.org.br/xceb/resumos/1921.pdf Ribeiro, R. S.; Egito, G. T. B. T.; Haddad, C. F. B.  Chave de identificação: anfíbios anuros da vertente de Jundiaí da Serra do Japi, Estado de São Paulo- Biota Neotropica, v5 (n2)

  •