Dendropsophus minutus

Nome científico: Dendropsophus minutus (Peters, 1872)
Nome popular:
Perereca de ampulheta
Classe:  Amphibia | Ordem: Anura | Família: Hylidae
Nomenclatura antiga: Hyla minuta

  • +Espécies similares / Grupo

    #

Descrição da espécie:

Machos 20-23 mm, fêmeas 24-26 mm de CRC. Os machos têm coloração dorsal marrom, castanho-alaranjada e/ou amarelo-brilhante à noite e marrom-avermelhada durante o dia. Também, apresentam manchas dorsais grandes, de cor marrom com contorno amarelo-brilhante, em forma de ampulheta. As fêmeas têm dorso marrom-claro, sem manchas em forma de ampulheta, e o ventre creme a esbranquiçado. Uma linha amarelo-creme ocorre perto do uróstilo.  O ventre é branco na parte posterior e amarelo na parte anterior.  A íris é laranja-clara a escura em ambos sexos. A face posterior de suas coxas é avermelhada ou alaranjada. Possuem um extenso repertório vocal, com cantos formados por várias notas. Costumam cantar em grandes coros e é comum utilizarem-se da estratégia de macho-satélite para se acasalarem.

Hábitos e Habitats:

Arborícolas e noturnos.
São encontrados principalmente em margens de floresta e clareiras.

Reprodução:

Reproduzem-se principalmente na estação chuvosa. Os machos vocalizam sobre arbustos que pendem sobre poças. As fêmeas depositam cerca de 400 ovos, que ficam aderidos a plantas emergentes em poças, como uma massa globular.
As larvas eclodem e caem dentro da água para completar o desenvolvimento. Os girinos ficam dispersos na coluna d’água.

Vocalização:

Disponível | Enviada por: Fábio Maffei


Cortesia: Glauco Zeferino

Informações sobre os girinos:

Em breve

Mapa de Registro:

Em breve

Galeria de Imagens / Variação da espécie:

Em breve